19 de fevereiro de 2014

Sônia Bertocchi propõe uma reflexão aos professores do século XXI

Publicado originalmente por Notícias Fundação Telefônica Vivo

em 8 de janeiro de 2014
Aprender e retransmitir o conhecimento. Ao longo dos séculos, esses foram os principais comprometimentos do professor. Com a chegada das novas tecnologias de informação, as escolas precisaram repensar as metodologias empregadas. 
Sônia Bertocchi, educadora e consultora da Fundação Telefônica Vivo, afirma que essa adaptação não é um processo simples. “Envolve adesão pessoal – muitas vezes por meio de um difícil convencimento – e formação de professores. Mas, conseguimos ver já alguns e bons avanços”, diz.
Segundo Sônia, ao começar a usar a tecnologia como ferramenta na sala de aula, o professor precisa fazer alguns questionamentos sobre seus métodos:
- Proponho atividades a partir dos interesses dos alunos?
- Personalizo o aprendizado e a avaliação, de forma a incrementar o engajamento e os talentos?
- Enfatizo a integração das disciplinas dos alunos, dos contextos e do aprendizado?
- Reconheço alunos como parceiros de cocriação da comunidade, do desenho do aprendizado e para o sucesso de todos?
- Crio oportunidades nos roteiros de estudo para que os estudantes colaborem na construção de conhecimentos?
- Elaboro propostas conectadas aos contextos reais e às questões contemporâneas aos recursos da comunidade e do mundo?
- Uso o potencial das TIC para liberar o aprendizado das convenções e conectar os alunos a novas maneiras de aprender?
A ideia é fazer o educador refletir sobre sua prática antes de impor a tecnologia aos alunos sem avaliar as necessidades pedagógicas.
Para mobilizar a escola
Veja o passo a passo indicado por Sônia Bertocchi para os educadores que tomarem a decisão de integrar as novas tecnologias nas salas de aula:
- Escolha o tema a ser estudado adequado ao projeto da escola.
- Alinhe com os outros docentes a definição de objetivos e o planejamento das atividades.
- A escolha de estratégias de mediação psicológica e do processo de avaliação também deve ser conjunta.
- Analise as necessidades pedagógicas: tudo precisa fazer sentido!
- Selecione os recursos tecnológicos e defina o modo de uso do recurso colaborativamente.
- Por fim, não se esqueça de mobilizar todos os conhecimentos tecnológicos, pedagógicos e de conteúdo.