6 de janeiro de 2014

Entendeu ou quer que desenhe? - conversa de pai e filha

Dia desses, tomando um cafezinho em uma livraria (grande, dessas famosas de São Paulo), presenciei uma cena bizarra na mesa ao lado (desculpem, foi inevitável ouvir).
- Pai (40, 45 anos): preciso que você me coloque no FaceBook ... Decidi: quero ter FaceBook ...
- Filha (12 ou 13 anos): pai, pra que você quer "um FaceBook"? (tensa)
- Pai: pra ter, uai ... (sincero lacônico)
- Filha: mas "ter pra quê", pai? (pelo tom da pergunta, senti que a filha já vislumbrava uma bisbilhotagem no próprio Face)
- Pai: pra responder "tenho" quando me perguntarem - Você tem FaceBook? Só pra isso ... Cansado de responder "não" e ter que explicar "por que não" ... Entendeu ou quer que desenhe? Vamos lá, crie um aí pra mim ...  

Lembrei dessa cena ao escrever o post anterior que trata exatamente do oposto: Fechar a conta do FaceBook? 11 motivos que estariam nos levando a pensar seriamente nisto.

Bem, entendo o pai: é uma cobrança geral para que as pessoas estejam presentes nas redes sociais. Conectadas. E entendo a filha adolescente que não quer pai vigiando sua timeline.

Mas, na verdade, o assunto deste post é outro: bons motivos para se manter um perfil ativo no FaceBook.

Já há uma conversa boa - e com gente boa - rolando lá (ou aqui) no próprio FaceBook  ... a partir das contribuições, vamos construir um infográfico colaborativo com, ao menos, 11 motivos para ficar no FaceBook ;-)

Quer ser co-autor? Vá até lá e deixe seu motivo ;-)