7 de março de 2008

TICs - MEC forma professores e gestores

O Ministério da Educação dará início, a partir de abril, a um amplo programa de formação de professores e gestores da rede pública de ensino para utilização de tecnologias da informação em sala de aula. Com base na demanda já sinalizada pelos estados, a meta do Programa Nacional de Formação Continuada em Tecnologia Educacional (Proinfo Integrado) é atingir 100 mil professores e gestores somente este ano. Os interessados já podem fazer sua pré-inscrição nas secretarias de educação de seus estados.Segundo o secretário de Educação a Distância, Carlos Eduardo Bielschowsky, o programa integra um conjunto de ações voltadas para a dinamização da sala de aula. "Para garantir essa melhoria, é necessário ir além da distribuição de laboratórios de informática, oferecendo cursos aos professores e também conteúdo pedagógico adequado", explica. Ele ressaltou ainda que a previsão é de formar 240 mil professores até 2010. "Ao final deste ano, já teremos em média cinco professores preparados para inserir ferramentas inovadoras em cada escola beneficiada pelo ProInfo Integrado", diz. Durante os meses de abril, maio e junho, serão ofertados dois cursos: introdução à educação digital (40 horas) e tecnologias na educação: ensinando e aprendendo com as TICs (100 horas). O objetivo do primeiro é familiarizar, motivar e preparar os professores para a utilização de recursos básicos de computadores e internet. Já o segundo, abordará o potencial pedagógico das tecnologias, preparando os professores para planejar e utilizar as TICs em situações de ensino e aprendizagem na escola.Os dois cursos serão oferecidos de forma independente. Assim, professores que já estão familiarizados com a utilização de computadores podem escolher estudar a aplicação das TICs em sala de aula. Neste primeiro momento, os cursos serão destinados aos professores e gestores de escolas da rede pública de ensino que tenham recebido laboratórios de informática do ProInfo, a partir de 2005. Esses computadores já trazem o sistema operacional Linux Educacional, software livre especialmente criado para as escolas públicas brasileiras, contendo diversos conteúdos e ferramentas de produtividade. (Assessoria de Imprensa da Seed - 6/3/2008 )